Pontes

Ponte 25 de Abril com Patologias Estruturais

Durante uma inspecção de rotina à estrutura da Ponte 25 de Abril, no início deste ano foram detectados problemas de erosão na base dos pilares.
Algumas das degradações nas enormes sapatas tiveram, de acordo com o relatório de inspecção, origem na própria construção da ponte. Durante a execução, um impacto forte numa das sapatas, provavelmente de equipamento pesado de construção, danificou a superfície e expôs o betão à erosão fluvial.
As obras de reparação começam já no próximo ano e vão permitir a continuidade do serviço de uma das mais belas e trafegadas pontes da Europa.

Comentários

  1. Senhores, na realidade não quero fazer nenhum comentário muito menos depreciativo aos artigos publicados.
    Nesta caso particular dirijo-me ao colega Carlos Branco apenas e tão somente pela utilização da palavra “PATOLOGIAS”, porque na realidade a palavra correta é no singular e não existe no plural, embora muitos profissionais quer da área da medicina e nos últimos anos muito na engenharia civil a utilizem, a meu ver incorretamente e, se o colega o entender, enviar-lhe-ei artigo explicativo, que tive de escrever no ano passado quando fiz mestrado com o tema “Patologia em fachadas azulejadas em Aveiro”, aos 66 anos de idade. Faço notar ao colega que o meu comentário de forma nenhuma tem sentido crítico e sim de coleguismo.

    Manuel Anselmo Vieira (MSc)
    Estudante de Doutoramento em Engenharia Civil na Universidade de Aveiro

    Por Manuel Anselmo F. G. Vieira | 17 de Janeiro de 2015, 14:09

Comentar