Vários

Posicionamento Óptimo de Torres de Energia Eólica

Com certeza já se questionaram relativamente ao critério de colocação e espaçamento da Torres de Energia Eólica espalhadas em vários pontos do país. Investigadores do Instituto de Tecnologia da California (Caltech) estão a conduzir um estudo que visa optimizar o posicionamento de torres de energia eólica, de forma a conseguir obter o máximo de rendimento possível.
Uma das conclusões a que chegaram é que a energia produzida é maximizada se as torres forem separadas de uma distância equivalente a pelo menos quinze rotores. No entanto este distanciamento provoca um desperdício do terreno disponível, permitindo colocar um menor número de torres numa dada parcela. Uma das formas tradicionais de compensar o menor número de torres, é utilizar pás maiores, no entanto isto implica também que a estrutura de suporte seja maior, sendo os custos de manutenção também maiores, além de todas as desvantagens acústicas e estéticas.
Numa tentativa de maximizar a eficiência, o grupo de investigação recorreu à utilização de turbinas de eixo vertical. Depois de testadas com uma multiplicidade de posicionamentos, descobriram que as torres equipadas com estas turbinas podem ser colocadas a uma distância de quatro diâmetros sem que haja interferência aerodinâmica. Este posicionamento permitiu gerar quase 50 watts por metro quadrado de área ocupada, um valor bastante superior às torres com turbinas de eixo horizontal que, com aproximadamente a mesma dimensão,  conseguem produzir no máximo 5 watts por metro quadrado.


Outros Artigos Interessantes:

Construção da Ponte Sobre o Rio Colorado
Sarilhos com a EDP – Parte 2
O Maior Radiotelescópio do Mundo
Demolição (Des)controlada
Aumenta a Pressão dos Bancos sobre as Empresas de Construção Civil
Obras de Jardim Prosseguem Apesar de Crise
Uma Via com Dois Sentidos para TGV
Tyvek comemora 50 anos

Comentários

Sem comentários.

Comentar